Uma nova bactéria causadora da doença de Lyme foi identificada nos Estados Unidos, e ela pode trazer sintomas ainda piores, segundo as autoridades de saúde.

Borrelia burgdorferi foi a única espécie de bactérias suspeita de causar a doença de Lyme na América do Norte – até esta nova descoberta, disseram os investigadores. A bactéria recém-identificada, chamada Borrelia mayonii, aparece estreitamente relacionada com B. burgdorferi, diz uma equipe dos CDC dos EUA.

“Esta descoberta acrescenta uma outra importante peça de informação para o complexo quadro de doenças transmitidas por carrapatos nos Estados Unidos”, disse a microbiologista do CDC, Jeannine Petersen.

A primeira indicação de que poderia haver uma nova espécie de bactéria causadora da doença de Lyme foram resultados laboratoriais incomuns de seis amostras de pessoas suspeitas de ter a doença. Testes genéticos executados no CDC e na Mayo Clinic localizaram a nova espécie de bactéria.

Resultados preliminares sugerem que a doença causada pela nova bactéria é semelhante. Mas, podem haver algumas diferenças. Ambas causam febre, dor de cabeça, erupção cutânea e dor de garganta nos primeiros dias após a infecção e artrite algumas semanas após a infecção.

Mas a nova bactéria parece também causar náuseas e vômitos, além de erupções cutâneas difusas, além de apresentar uma maior concentração de bactérias no sangue, disse o CDC.

Ambas as bactérias são transmitidas às pessoas através da picada de carrapato infectado. A nova bactéria foi encontrada em carrapatos recolhidos a partir de pelo menos dois municípios no noroeste do Wisconsin.

Os primeiros pacientes que foram diagnosticados com a doença de Lyme por B. mayonii provavelmente foram picados por carrapatos no centro-norte de Minnesota e Wisconsin ocidental.

Para obter uma melhor compreensão das doenças transmitidas por carrapatos em geral, o CDC financiou um trabalho de três anos para coletar 30.000 amostras de pessoas com suspeita da doença transmitida por carrapatos.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *