As estratégias de prevenção da disseminação da Covid-19 entre os profissionais da saúde foram destaques da Nota Técnica nº 7/2020, da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que aborda diversas medidas de vigilância epidemiológica nas instituições médicas.

 

Segundo a  Agência, é essencial a autoavaliação. O profissional deve informar à chefia quando sentir febre, falta de ar e tosse, além de outros sintomas que, em um primeiro momento, podem até não ser indicativos do novo coronavírus. Após uma avaliação médica imediata, caso haja necessidade, o colaborador será afastado.

 

Além dessa chamada “vigilância passiva”, também é necessário um rastreio ativo, em que cada profissional se submete a uma avaliação dos sintomas antes de cada turno de trabalho.

 

Outro assunto tratado no documento foi o rastreamento de contatos de um paciente com caso suspeito ou já confirmado de Covid-19. A Anvisa recomenda que a unidade de saúde comunique essas pessoas e repasse as orientações das medidas de higiene e das condutas necessárias caso tenham sintomas da doença.

 

Veja mais detalhes na nota completa:  bit.ly/3gE2AIe

(Fonte: Fehoesg)

Categorias: Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *